Quais documentos ou dados são necessários para me tornar um MEI?
Data da Publicação: 24/09/2021
Imagem Por fizkes / elements envato / editado por Jornal Contábil
Imagem Por fizkes / elements envato / editado por Jornal Contábil

O MEI (microempreendedor individual) é a categoria criada para  formalização das atividades desenvolvidas pelo pequeno empresário, que fatura até R$ 81.000,00 por ano. Aqueles que atendem aos requisitos do MEI, podem se registrar de forma simples e gratuita. 

Assim, o empreendedor passa a ter direito a uma série de vantagens e benefícios, como por exemplo, a cobertura previdenciária. Então, se você pretende se tornar um MEI, é hora de separar a documentação necessária para fazer o registro. Para te ajudar, elaboramos esse artigo com as principais informações que você precisará no momento da inscrição. Confira! 

Como entrar no site do MEI?

A formalização do empreendedor é feita através do Portal Empresas & Negócios, que é o novo site para o registro empresarial do governo federal. Portanto, acesse a plataforma e siga os passos:

Você será direcionado para a plataforma do acesso.gov.br onde deverá informar seus dados para se cadastrar e ter acesso aos serviços oferecidos aos empreendedores através do site do MEI. 

Documentos e dados necessários para a formalização

Para se formalizar como MEI, o empreendedor deve ter em mãos documentos e informações que serão registrados junto ao governo federal. Mas não se preocupe, pois são dados básicos, confira quais são eles:

Documentos pessoais: será preciso informar seu número do título de eleitor ou o número de estrangeiro para os empreendedores migrantes. Outros documentos importantes se referem ao RG e ao CPF, então, se você não sabe quais são os números, tenha os documentos físicos para fazer a consulta. 

Comprovantes: visto que é necessário cadastrar o endereço onde funcionará a empresa, não se esqueça de ter o comprovante de endereço do local. Também é necessário que o empreendedor tenha o comprovante de onde reside para verificar dados como, nome da rua, número da casa, bairro e CEP. 

Contato: durante a formalização, você deve ainda registrar também seu e-mail e um telefone de contato. 

Imposto de Renda: Para os cidadãos que entregaram a DIRPF em um dos 2 últimos exercícios, também será necessário informar o número do recibo de entrega da declaração. Se este é o seu caso, confira essa informação no site da Receita Federal antes de dar início ao seu cadastro como MEI. 

Dados da empresa: o empreendedor também precisa criar um nome fantasia para a empresa e informar o capital social, assim como os códigos CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) da atividade que será desenvolvida como MEI. Podem ser registrados 15 códigos, sendo uma atividade principal e 14 com secundárias. 

Vantagens do MEI

Agora que vimos quais são as informações necessárias para o cadastro e como é simples se tornar um MEI, confira quais são as vantagens para quem adere à esse regime:

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio. Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar.

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com toda burocracia, risco de inadimplência e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio.

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Por Samara Arruda

O post Quais documentos ou dados são necessários para me tornar um MEI? apareceu primeiro em Rede Jornal Contábil - Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal.